Alugar carro Paris

Procurar, comparar & reservar!

Insira cidade ou código do aeroporto
Porquê reservar conosco?
  • Cancelamento grátis Até 48 horas antes da hora agendada para levantamento
  • Melhor preço garantido Encontrou um preço melhor? Diga-nos e faremos para si uma oferta melhor
  • 8000+ lugares de recolha Localizações em todo o mundo
Cancelamento grátis
Melhor preço garantido
O seu parceiro desde 2004

Alugar carro Paris

  1. Início
  2. Paris

Alugar um carro em Paris é fácil, rápido e transparente através de Aluguer-Carros.com. Apresentamos as opções mais vantajosas de uma vasta gama de carros para alugar em 125 países & 17.000 localizações no mundo inteiro. Alugamos um carro com tudo incluído em Paris ao mais baixo preço e com o melhor serviço garantido!

Informações sobre Paris

Aluguer de Carros Paris
Aluguer de Carros Paris

Paris é a joia da coroa da França. A capital orgulhosa e gloriosa inspirou milhares na criação de poemas e músicas. Mas ninguém consegue capturar o espírito da cidade em palavras. E, na verdade, seria impossível, já que não há apenas um único Paris. Cada bairro tem seu próprio charme. Pigalle não é Montmartre e a Quartier Latin não é St.-Germain-des-Prés. Paris tem grandeza medieval e edifícios ultramodernos, distritos residenciais exclusivos e bairros populares da classe trabalhadora, grandes avenidas e becos íntimos, mercados ruidosos e parques silenciosos.

Qual é a avenida mais bonita de Paris? A Champs-Elysées você diz? Certamente não, é a Sena, a linha de vida que atravessa a cidade e que é compreendida por no mínimo trinta e quatro pontes. Não foi Napoleão III que a chamou de "a estrada principal entre Paris, Rouen e Le Havre"? O rio corre à volta de dois ilhéus e num deles - la Cité - os romanos decidiram construir a cidade de Lutetia. Atualmente, o contorno bastante volumoso da Notre Dame predomina. A outra ilha, St-Louis, é pedonal e parece um oásis de tranquilidade no coração de Paris. Somente as pessoas com rendimentos elevados podem pagar um apartamento aqui.

A grande diferença entre a margem esquerda do Sena (comercial, talvez até um pouco grosseira) e a margem direita (intelectual, artística) ainda se observa. Na margem direita você encontrará o Museu de Louvre, a majestosa Champs-Elysées com o Arco do Triunfo e a Ópera. Apoiada com o Pompidou (feio como o pecado de acordo com alguns, lindamente moderno de acordo com os outros) e o Forum des Halles, que é tão controverso e com um centro comercial subterrâneo. Tenha em conta que, inicialmente, os parisienses também não gostaram da Torre Eiffel. No lado esquerdo encontra-se o acolhedor Quartier Latin - onde andam mais turistas do que estudantes por aí - e o muito popular Jardim do Luxemburgo.

Ao leste do Centro Pompidou encontra-se o bairro de Le Marais. Na década dos 70, este distrito estava bastante degradado, mas, como é o caso de muitas outras cidades, indivíduos particulares e posteriormente empreiteiros observaram uma oportunidade. As casas antigas foram remodeladas e hoje Le Marais é um dos bairros mais caros de Paris, incluindo os cafés modernos. Felizmente, os padeiros judeus ainda estão por perto.

Ao norte do centro da cidade, a Basilica de Sacré-Coeur branca chama a atenção, no topo de Montmartre. No sopé está a Praça do Tertre, o reino dos trapaceiros que vendem a sua "arte" por muito dinheiro aos turistas. O distrito com as suas ruas de calçada tem um encanto único que realmente só pode ser experimentado em um dia frio de inverno, quando aqueles vendedores se sentam perto da lareira e quase não há turistas...

Apenas ao leste de Montmartre, o ambiente é bastante diferente. Muitos imigrantes africanos vivem nesta área. Enquanto os subúrbios (banlieus) com imigrantes são desconsolados e inseguros, este é um bairro colorido com lojas e restaurantes que irradiam a nacionalidade dos seus proprietários: marroquinos e argelinos, mas também senegaleses e outras nacionalidades da antigas colónias francesas na África.

Mais imigrantes das antigas colónias, mas neste caso da Índia, estão concentrados ao redor da Passage Brad entre a Avenida de Strasbourg e a Rua do Faubourg St-Denis. Você pode pensar que nesse tempo a Índia era britânica, mas não é bem assim. Na costa leste existem algumas partes que pertenciam aos franceses. Para aqueles que amam a comida indiana, Passage Brady é o lugar certo.

Tradicionalmente, a Praça Pigalle é uma das áreas de entretenimento de Paris. É um lugar um pouco atrevido com muitos lugares relacionados com o mercado sexual, mas isso não é tudo o que existe. Este bairro também conta com grandes discotecas não relacionadas à indústria do sexo. No entanto, se preferir ir a uma área de entretenimento "regular", recomendamos a área da Bastilha. Aqui não há grandes discotecas, mas há cafés e bares acolhedores, especialmente em frente da Rue de Lappe e da Rue de la Roquette.

Paris e arredores

A Cidade das Ciências e da Indústria no Parc de la Villette é um museu de ciência muito popular, que garante grande diversão para crianças, já que quase tudo é interativo. Também para crianças pequenas, pois há uma secção especial com experiências e atividades voltadas para crianças com idades dos dois aos doze anos.

Ainda mais diversão para crianças: ao leste de Paris - perto de Marne la Vallée - está a Disneyland. Na verdade, são dois parques temáticos: A Disneyland Paris e os Estúdios de Walt Disney. Um lugar onde os pequeninos irão apreciar o Mickey e a Minnie a caminhar de um lado para o outro e os mais velhos aproveitarão as atrações como o filmeQuerida, eu encolhi as crianças e Big Thunder Mountain.

Os franceses responderam ao "negócio americano da Disney" com um parque em seu herói nacional Astérix. Em Plailly - ao norte de Paris - encontra-se o Parque Astérix, onde recriaram a valente aldeia gaulesa, incluindo um campo do exército romano com soldados incompetentes. Os golfinhos e os leões marinhos são outra atração neste parque.

A vila de Giverny está localizada a oitenta quilómetros de Paris, na margem direita do Sena. Os arredores são lindos e inspiraram muitos pintores. Claude Monet viveu aqui e a sua casa e estúdio foram convertidos num museu.

Estacionamento

Você pode estacionar o seu carro alugado nas ruas, mas geralmente você só pode pagar com um chamado cartão de Paris, uma espécie de cartão com chip. No centro (distritos 1 a 7) você paga a taxa mais alta. A capital francesa também tem muitas garagens subterrâneas, mas às vezes são difíceis de encontrar. Você geralmente pode encontrar essas garagens nas ruas comerciais mais movimentadas, nos distritos de negócios e nas atrações turísticas próximas.

Aeroporto

Paris tem dois aeroportos. O maior é Aeroporto de Paris-Charles de Gaulle, a 23 quilómetros a nordeste da capital francesa. O aeroporto está junto à autoestrada A1. Pode chegar ao aeroporto pela A3 desde Porte de Bagnolet.

Aeroporto de Paris-Orly está a 14 quilómetros ao sul de Paris. Há diferentes estradas alternativas do aeroporto até Paris, dependendo do seu destino. Para Porte d'Orléans: autoestrada A6a; para Porte de Gentilly: autoestrada A6b; para Porte d'Italie: estrada nacional A7; para Porte de Bagnolet: autoestrada A3.